Não ouçam poetas!

Não vivam à mercê dessas inpirações.
Não vivam esperando migalhas
De fogos e lascas ou pequenas paixões;
Pois que a Inspiração é musa ingrata
E abanona facilmente a quem bem lhe trata.

1 Sussurros:

Juliana disse...

Cara .. . Sil... nossa!!! Adorei!

Quem sou eu

Minha foto
Sou o verbo: o estado, o tempo e a ação contínua.

Pesquisar este blog