Sou apenas Um

Para Rafael Orcelli
Seu eu não fosse Tu
Já não seria apenas Eu.
Pois meu espírito se funde
Na tua paz, na tua luz,
E nalgum momento se mistura
E se confunde com o teu.

Se eu não fosse tu
Meu tempo não seria meu.
E meu ser já não teria mais espaço.
Pois pelas velhas ruas onde passo
Não caminho cega e nua,
Caminho agora em firme passo.

Se eu não fosse tu
O amor que tenho não seria teu.
Seria de qualquer que visse a pele nua,
Que confunde o corpo e a mente.
Pois se me defino tua simplesmente
É porque me faço em tua alma plenamente.

8 Sussurros:

Paula M. disse...

olá minha cara!
é sempre muito bom receber as tuas visitas, principalmente depois de uma era cenozóica sem postar nada hehe e teus comentários sempre vem em boa hora.
não consegui ler esse teu poema, ando sensível para escritos de amor.
mas tenho certeza de que é lindo e impecável como todos os outros.

Paula M. disse...

olá minha cara!
é sempre muito bom receber as tuas visitas, principalmente depois de uma era cenozóica sem postar nada hehe e teus comentários sempre vem em boa hora.
não consegui ler esse teu poema, ando sensível para escritos de amor.
mas tenho certeza de que é lindo e impecável como todos os outros.

Everton Merlin disse...

Moça, olha lá no blog, tem uma coisa que tinha te prometido...
Até!

Everton Merlin disse...

Que bom que gostasses, fico feliz.

Lorenzo Tozzi disse...

você é apenas Um que, na verdade, são Dois. estou certo? *:

Max Raine disse...

Bendito seja a quem foram dirigidas essas palavras... a profundidade dos sentimentos é imensurável!
Que ele saiba valorizar...
Abraço

Jaime A. disse...

Um poema de amor, em que dois se fundem num e um é o outro. Que mais dizer? Lindooo!

Freak disse...

Achei esse poema coisa mais linda do mundo...

:)

Adoro essa coisa de unificar duas almas que andam lado a lado, e fizestes isso brilhantemente nesse fragmento de sentimento puro!

Quem sou eu

Minha foto
Sou o verbo: o estado, o tempo e a ação contínua.

Pesquisar este blog