Dois é par.

Não te parece estranho
Que um verso tenha dois poetas
E uma música dois autores?
E que então a vida só se completa
Quando vives dois amores?
-
Não te parece simples
Que tudo tenha ao menos dois lados?
Que nada é igual
Mas que tudo se completa?
-
E se de alguma maneira
O amor te escapa,
Não te esqueças que
O indivisível é duplo
Porque nem o Nada
pode existir sozinho.

4 Sussurros:

Phyhernandes disse...

Desculpe-me a ausência.
Adorei este poema, ainda não li todos.. Mas juro que os lerei!
Realmente minha cara, nem o nada pode existir sozinho.
Menina, que sacada genial!
Abraços e um universo de inspiração.
Fatima Hernandes

Limão disse...

Olá!
Obrigado pelo comentário, mas os seus versos são muito melhores, hehe. Como vc chegou no meu blog?
Seja bem vinda no meu espaço, espero mais visitas suas.

Limão disse...

Tá combinado. Retribuindo, coloquei o link do teu lá tb! ;)

Juliana disse...

"Porque nem o Nada
pode existir sozinho."

EU E MEU AMIGO VERDE ADORAMOS, ESTAMS AQUI TOMANDO UM CAFÉ E FALANDO, PENSANDO E LENDO... adorei o seu blog!

Quem sou eu

Minha foto
Sou o verbo: o estado, o tempo e a ação contínua.

Pesquisar este blog