Piton

Numa mistura de silabas vulgares
Vou contar-te minhas aflições.
Ando perdida nas noites e lugares,
Longe de quaisquer conciliações.
-
Vivo num ambiente abafado,
Com cheiro de cigarros velhos.
Vendo meu corpo mal tratado
Aos que a mim parecem apenas ecos.
-
O corpo sofre no paraíso,
A mente regozija no inferno.
Imagino-me ardendo e caindo
No meio de um sofrimento eterno.
-
Nas malícias da vida fui fundo,
Vendida para o que não sabia.
Impedia de sair deste mundo,
Que nem Dante compreenderia.
-
Se pudesse pedir-te um desejo,
Pediria uma vida vazia.
Quisera cuspir meu veneno,
Escarrar sobre a terra vadia.
-
Hoje sofro sozinha e calada.
Dia-dia o nojo me inunda.
Sobre os bancos da vida sentada
Submersa na vida imunda.

2 Sussurros:

Phyhernandes disse...

É essa mistura de emoções que curto... É essa musicalidade... este misto de tristeza e raiva...
A sensibilidade das palavras rancorosas...
Muito bom!
Esse me arrepiou!

Juliana disse...

ACHE VIVO... me responda, uma pergunta que penso às vezes, você consegue ser feliz e triste ao mesmo tempo? Abraço menina... Você é sensível!

Quem sou eu

Minha foto
Sou o verbo: o estado, o tempo e a ação contínua.

Pesquisar este blog