Primeiro soneto

Preciso declarar um sentimento,
Meio colorido, meio sonolento,
Que há anos trago comigo,
Mas sempre muito escondido.


Amo aquele que o coração divide comigo,
Amo o homem que sempre me acalma,
Que me faz sorrir e me desarma,
Que me traz consigo em plena alma.


Não vou pôr aqui um sumário,
Nem cair na ilusão de que as coisas
Apenas se explicam pelo seu contrário.


É simples. Apenas amar
É vir sempre a dividir contigo
O divino Dom de Pensar.

3 Sussurros:

Mr. Rickes disse...

Lindo!!!

Zé urbano disse...

Ainda bem que estou dividindo essa encarnação contigo! Vc não é bronze, é ouro! bj

Juliana disse...

Puro.. lindo!

Quem sou eu

Minha foto
Sou o verbo: o estado, o tempo e a ação contínua.

Pesquisar este blog